Sincronização no Obsidian: como configurar e aumentar a produtividade

por | 28/07/2022 | Aplicativos

Saber trabalhar com sincronização no Obsidian é essencial. Pelo menos se você quiser acessar suas anotações em qualquer dispositivo.

Em primeiro lugar, porém (e também no caso de você não conhecer a ferramenta), consulte o artigo abaixo, para mais detalhes:

O Obsidian é uma ferramenta fantástica. Nesse sentido, vale dizer que eu mesmo o adotei após abandonar o Evernote, primeiramente, e depois o Notion.

Um dos fatores que mais contribuíram para esta migração foi a enorme liberdade que o app proporciona. Com o Obsidian, as notas são 100% nossas. Não somos reféns de nenhum software ou formato proprietário.

O programa de produtividade e anotações usa Markdown, além disso, e assim você pode inclusive abandoná-lo, a qualquer momento, em prol de outra solução.

O que temos, basicamente, são “meros” arquivos de texto. Arquivos nos quais aplicamos marcação em Markdown; nossos “bancos de dados”, na verdade, são formados basicamente por conjuntos de arquivos de texto.

Sob o mesmo ponto de vista, vale dizer também que você pode migrar para outra ferramenta, mudar de sistema operacional, e até mesmo usar algum outro software (como um editor de Markdown), pois jamais perderá o acesso as suas notas.

Sincronização no Obsidian: um problema?

Conforme disse em meu primeiro artigo sobre o Obsidian (link acima), o aplicativo armazena todas as anotações localmente.

Dessa forma, um problema pode surgir, logo no início: onde armazenar nossos dados, de modo que possamos acessá-los em qualquer dispositivo?

Bem, anteriormente eu usava o Syncthing.Trata-se de uma ferramenta open source e muito poderosa, voltada essencialmente à sincronização de arquivos.

Sincronização no Obsidian

Apesar disso, o Syncthing é bem complexo. Cheio de recursos e opções, o software de código aberto infelizmente acabou representando, pelo menos no meu caso, um certo “sobrepeso”.

Enfim, eu não precisava de tanto “poder de fogo”: tudo o que eu queria era um modo seguro e confiável de sincronizar minhas notas no Obsidian com meu smartphone Android.

Todavia, há também o serviço oficial “Obsidian Sync”, que permite a sincronização de nossos vaults (cofres) com vários dispositivos.

O grande problema do “Obsidian Sync”, porém, é seu preço: US$ 10,00 por mês. Isto equivale, na cotação atual do Dólar, a cerca de R$ 52,00 mensais (faça as contas).

Há também o plano anual, no qual podemos obter um bom desconto. Entretanto, aqui também os custos são altos, pois são US$ 96,00 anuais (ou cerca de 496 Reais por ano).

Felizmente, porém, acabei resolvendo tudo isto através de uma outra solução, a qual detalho abaixo.

Sincronização no Obsidian: a solução

O Obsidian é um app de produtividade muito maleável. Assim, a equipe responsável pela solução não impede de modo algum que você busque outros métodos de sincronização (pelo contrário, eles até sugerem alternativas).

Desse modo, após abandonar o Syncthing, encontrei outro modo de configurar a sincronização no Obsidian, para manter minhas notas conectadas e disponíveis tanto no meu computador quanto no meu celular.

E tudo isto foi atingido com o uso de soluções totalmente grátis. Tanto faz, também, o sistema operacional que você usa.

Pode ser Linux, Windows ou até Mac: seguindo este guia, você conseguirá configurar a sincronização entre o Obsidian e seu dispositivo móvel Android de forma rápida e simples.

Obs: abaixo listarei ferramentas/serviços que oferecem planos gratuitos, lembrando também que o Obsidian conta com versões para Linux, Windows e Mac.

Sincronização no Obsidian através do Dropbox

O Dropbox é um dos serviços de nuvem mais conhecidos atualmente. E de maneira idêntica a vários outros serviços de cloud computing, ele também oferece um plano gratuito.

O plano grátis, além disso, é mais do que suficiente as nossas necessidades. Ele oferece 2 GB de espaço na nuvem, e se lembrarmos que os “bancos de dados” do Obsidian são formados principalmente por arquivos de texto, tudo fica mais simples.

Cloud computing

Particularmente, uso minha conta grátis no Dropbox para armazenar meu banco de dados do KeePassXC e também o do Obsidian. E é justamente isso que você vai aprender agora.

Criando uma conta gratuita no Dropbox

Primeiramente, acesse o site do Dropbox e crie sua conta gratuita (ou faça login, caso já possua uma). Depois que estiver com os dados da conta em mãos, faça login.

Agora, baixe o aplicativo do Dropbox, conforme o seu sistema operacional. Instale-o em seguida.

Depois que o programa for instalado no seu computador, abra-o e faça login na sua conta. Pronto! Agora, vamos configurar tudo para que você trabalhe com sincronização no Obsidian.

Dropbox: configurando a sincronização no Obsidian

Finalmente, após a criação da conta junto ao Dropbox e a instalação do aplicativo no seu sistema, vamos configurar tudo de forma apropriada.

Vale lembrar que o serviço de nuvem cria automaticamente uma pasta no sistema. A localização desta pasta pode variar de acordo com o S.O., porém, abaixo seguem suas possíveis localizações:

  • Windows: %HOMEPATH%/Dropbox;
  • Linux: /home/usuario/;
  • macOS: ~/Dropbox/;

De qualquer forma, observe que a pasta do Dropbox é criada sempre dentro da pasta do usuário.

Além disso, tudo o que você armazenar dentro desta pasta é sincronizado automaticamente com a nuvem do Dropbox. Assim, é fácil perceber que é nesta pasta que iremos salvar nossos cofres do Obsidian.

Portanto, copie agora a pasta que contém suas anotações no Obsidian (repleta de arquivos com extensão .md) para dentro da pasta do Dropbox (por precaução, faça backup dela, antes de mais nada).

Em seguida, verifique sua conta no Dropbox e você perceberá que a pasta contendo seus vaults já consta lá. Simples, não?

Dessa forma, você conseguirá sincronizar suas anotações no Obsidian com qualquer dispositivo: basta que todos eles tenham acesso a esta pasta no Dropbox.

Sincronização no Obsidian - Configurações Dropbox

Você não precisa configurar nada relativo a sincronização seletiva Dropbox. É sério: e para mais segurança, nem toque neste botão (dentro das preferências do aplicativo).

Talvez você precise apenas seguir um rápido “assistente”, assim que instalar o aplicativo do Dropbox. Depois, nas “preferências”, marque também a opção “Iniciar o Dropbox junto com o sistema”.

Sincronização no Obsidian: configurando em dispositivos móveis

É também muito fácil configurar a sincronização entre o Obsidian no computador e um dispositivo móvel, como um smartphone Android, por exemplo.

Neste caso, iremos trabalhar com o Dropsync, aplicativo Android no qual é possível usar perfeitamente o modo grátis (permite a sincronização de apenas uma pasta).

Obs: agora, porém, instale também o app do Dropbox no seu celular. Dentro dele, faça login em sua conta. Isto é necessário para que suas pastas no serviço de nuvem possam ser acessadas (mais detalhes abaixo).

Assim, instale e abra o Dropsync em seu celular Android. O que precisamos fazer agora é criar uma pasta no Android, a qual conterá a “versão mobile” de nossa base de dados do Obsidian.

Ou seja, busque no Google Play por aplicativos gerenciadores de arquivos gratuitos (File Manager Plus, por exemplo) e instale um deles no seu smartphone.

Através deste gerenciador de arquivos, crie uma pasta em seu dispositivo. No meu caso, criei uma pasta “root” chamada “Bancos_de_dados” e dentro dela criei uma pasta para o Obsidian e outra para o KeePassXC.

Mas você pode fazer conforme achar melhor, e a depender de suas necessidades. Assim, com esta pasta criada, vamos partir para a configuração do Dropsync.

Primeiramente, no Dropsync, acesse as configurações do app e vá em “Conta do Dropbox”. Insira, aí, seus dados de login junto ao serviço de nuvem.

Sincronização

Agora, abra o Dropsync e acesse a aba “Pastas Sincronizadas”. Nela, toque no botão com o símbolo de “+” (no canto inferior direito). Este botão dá inicio ao processo de criação de um novo “par de pastas”.

Por “par de pastas” entenda-se o conjunto das pastas que deverão ser sincronizadas, entre o celular e o computador, por exemplo.

Dados que devem ser informados no app Dropsync

Em seguida, preencha os seguintes campos:

  • Nome para o par de pastas: digite o nome que preferir;
  • Pasta remota no Dropbox: informe, aqui, o caminho para a pasta no Dropbox onde encontra-se seu cofre do Obsidian (veja acima). É bem simples, e conectado ao Dropbox, o próprio Dropsync exibe as alternativas;
  • Pasta local no dispositivo: informe aqui a pasta que você criou no seu dispositivo (veja acima), para o armazenamento de suas anotações no Obsidian (cofre);
  • Método de sincronização: nos dois sentidos;
  • Ative a opção “par de pastas ativado”;
  • Toque na opção “Salvar”, no canto superior direito;

Finalizando a configuração do app Dropsync

Em seguida, ainda no Dropsync, vá novamente à aba “Pastas Sincronizadas” e marque a opção “Habilitar sincronização automática”.

Pronto, a sincronização no Obsidian já está funcionando. Notas criadas e/ou editadas no computador serão devidamente atualizadas no seu celular. E vice-versa.

Além disso, vale lembrar que, como estamos aqui falando a respeito de sincronização, qualquer nota deletada em um dispositivo também será apagada no outro. E assim por diante.

Lembre-se também que o Dropsync deve ser excluído de qualquer método de economia de bateria, para melhores resultados e até mesmo para evitar problemas na sincronização.

Ainda no seu dispositivo, não se esqueça de se certificar de que tanto o app do Dropbox quanto o Dropsync estão configurados para iniciar junto com o sistema.

Vale também lembrar que este é apenas mais um método de sincronização no Obsidian. É possível também trabalhar com sincronização através de outras ferramentas e serviços, como Google Drive ou OneDrive, por exemplo.

Conclusão

Dessa forma chegamos ao final de mais um guia no TecLinux. Através deste você conferiu em detalhes como configurar a sincronização no Obsidian, para manter suas notas sempre “conectadas” e sincronizadas, entre seu PC e seus outros dispositivos.

O Obsidian é uma ferramenta de produtividade fantástica e gratuita, que embora conte também com um serviço “oficial” de sincronização, pode também ser utilizado em conjunto com um grande número de serviços de nuvem.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário, e compartilhe com seus amigos!

Compartilhe este conteúdo:

<a href="https://teclinux.com/author/marcos-zy/" target="_self">Marcos A.T. Silva</a>

Marcos A.T. Silva

Apaixonado por tecnologia desde tenra idade, trabalha com TI há mais de 20 anos. Tem no rock and roll (em suas mais variadas vertentes) uma válvula de escape, e adora escrever guias e tutoriais, além de ser um grande entusiasta do Linux e do software livre.

2 Comentários

  1. Fausto Leiria

    Qual app usar no Iphone, no lugar do Dropsync?

  2. Marcos A.T. Silva

    Olha, infelizmente eu não conheço nenhum, viu.

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe

Compartilhe este post com seus amigos!